Graça e paz a todos.

Nós gostaríamos de compartilhar de forma sucinta como tem sido nossa jornada missioná- ria desde que chegamos à África do Sul, em Outubro de 2009.

Durante os dois primeiros anos nos aplicamos no aprendizado da língua inglesa, na adap- tação cultural (familiar), como também no aprendizado dos costumes, crenças e da cultura local. Foram dois anos de ricas experiências e crescimento no entendimento do plano de Deus para nós neste campo precioso.

Ao final de 2011, após a concretização de uma parceria entre a CIBI e a Missão Interact, nos mudamos da cidade de Worcester (sudeste) para Mbombela (noroeste) para nos ajun- tarmos ao time de missionários da Interact para a região da África Austral. Desde então temos tido o privilégio de desenvolver a tarefa missionária a nós confiada, juntamente com os colegas suecos.

Nosso trabalho missionário não é um trabalho pontual, como por exemplo o pastoreio de uma igreja local. Nós servimos em campos/países diferentes e em diferentes projetos, atra- vés das parcerias estabelecidas pela missão Interact nos diferentes países onde a Missão está presente. Nós temos responsabilidade direta pela coordenação dos trabalhos realiza- dos pela Missão no país da Suazilândia, mas também cooperamos diretamente com os trabalhos realizados no país de Moçambique. Também temos responsabilidades específi- cas no Centro Missionário da Interact em Mbombela, onde trabalhamos com os outros co- legas na coordenação dos diversos projetos e programas desenvolvidos nos 6 países onde a missão atua.

As áreas de foco do trabalho desenvolvido se estendem desde a plantação de igrejas, pas- sando pelo desenvolvimento das igrejas parceiras através da capacitação/treinamento de liderança (em diferentes áreas), bem como o estabelecimento e apoio à programas e pro- jetos com foco no desenvolvimento sustentável, nas áreas de educação, combate a po- breza e geração de renda, segurança alimentar, direitos das crianças, dentre outros. Além dos trabalhos realizados através das diversas parcerias da Interact, nós também iniciamos um trabalho em uma comunidade (Zhaine) com aproximadamente 200 moçambicanos ile- gais que residem em uma antiga fazenda de tabaco abandonada nas imediações da cidade onde moramos, na África do Sul. Aproximadamente 25 pessoas já responderam ao Evan- gelho e um programa de discipulado e desenvolvimento comunitário foi iniciado na comu- nidade desde então. Nosso maior alvo é ver a igreja africana crescendo de forma holística e sendo relevante ao contexto tão desafiador no qual ela está inserida.

Finalizamos agradecendo a CIBI, a Interact e a todos os parceiros desse projeto e queridos amigos que tem dedicado tempo e esforços para divulgar e promover missões, mantendo a chama sempre viva no coração da igreja. Nunca nos esqueçamos que cada semente plantada no solo missionário é uma semente que frutificará para toda eternidade. É uma imensa alegria e honra poder fazer parte do que o Senhor está realizando nas nações através de Sua igreja em nossa geração. É um prazer poder trabalhar aonde o Senhor está construindo/edificando.

No amor do Mestre, Família Guimarães

Fotos :

familia-favarin-granada-espanha

Eu, a Ana, nossos filhos Matteo e Raffaello servimos como missionários na Espanha. Há mais ou menos 9 anos, Deus confirmou nosso chamado para a vocação da pregação do Evangelho àqueles que ainda não o conhecem de forma integral, quando a Ana deixou seu trabalho como assistente social do governo do Paraná e eu antes havia deixado o meu na General Motors. Do Brasil fomos para a Inglaterra, para servir como pastores de jovens em uma igreja inglesa enquanto eu fazia um mestrado em interpretação da Bíblia. Da Inglaterra nos mudamos à Espanha para servir como missionários em um dos países europeus com menos de 1% de Evangélicos. Aqui fundamos o ministério 180o Global para ajudar às igrejas da Espanha na evangelização de jovens; cada dois anos organizamos um festival nacional de jovens evangelístico e de mobilização de jovens para uma vida missional e impacto social.

Deus também nos permitiu plantar uma igreja, a qual sirvo como pastor, em Granada (uma das principais cidades universitárias europeias com cerca de 60.000 estudantes, dos quais aproximadamente 70 são evangélicos). Também fundamos a RedTimoteo, um programa pioneiro para conectar e formar a jovens evangelistas na Espanha. Faço parte do conselho internacional do Mission-Net, o principal congresso de missões para jovens europeus, apoiado pela Aliança Evangélica Europeia. Também sirvo na Alianza Joven, comissão de jovens da Aliança Evangélica Europeia. Agradecemos a Deus pelo privilégio de pregar a Sua palavra dentro e fora da Espanha.

A Ana está grávida e para a nossa surpresa são gêmeos; estamos muito contentes. Estamos juntos em Sua missão. É um privilégio juntos cooperar com o que Deus está fazendo.

Hélder

“PLANTANDO UMA NOVA IGREJA” NA ESPANHA

Estatísticas da Espanha

Nos últimos dez anos têm crescido o número de evangélicos e igrejas na Espanha. Em parte, pela entrada de estrangeiros, tanto europeus como latinos americanos. Mas de todas as formas esse crescimento ainda não é tão visível pelo fato de que apenas em torno de 10% dos municípios espanhóis tem a presença de uma igreja evangélica. As igrejas se concentram nas grandes cidades como Madrid, Barcelona, Valencia, Zaragoza e na região Sul da Espanha. Existe uma grande necessidade de que a Obra se expanda para muitas outras cidades importantes em cada região. O número de evangélicos na Espanha, segundo algumas estatísticas mais otimistas chegam a quase 2% da população. Mas a estatística mais provável seria de quase 1% da população. Existem aproximadamente uns 3.959 lugares de culto Evangélicos registrados na Espanha.  ( Observatório del Plurarismo religioso). Dados de julho de 2017.

O local do Projeto

No “Estado” (comunidade autónoma) do País Vasco, lugar de nosso próximo desafio de Plantação de igreja, existem 250 municípios e em apenas 25 municípios encontramos igreja evangélica. Em San Sebastián, cidade de nosso Próximo desafio de plantação de Igreja, encontramos atualmente  5 igrejas evangélicas para uma população de aproximadamente 180.000 habitantes.

Na primeira fase de nosso trabalho estamos estabelecemos contatos e nos reunindo com pastores da região (Conselho de pastores do Pais Vasco). Nestes primeiros contatos fomos bem recebidos e expressaram um pouco dos desafios e das necessidades em algumas regiões dentro da cidade de San Sebastian. SERÁ UM GRANDE DESAFIO!

A língua Vasca (Euskera)

37% dos vascos falam muito bem o euskera e aproximadamente 24% usa esse idioma preferentemente em casa, no trabalho e na escola. Isso significa que praticamente 60% dos moradores de San Sebastian se comunicam neste idioma. 85% dos vascos considera que hoje em dia, saber falar o euskera dar mais oportunidades a uma pessoa ainda que a língua espanhola siga sendo a predominante nesta região.

Primeira Fase do Projeto

Estabelecimento de um pequeno grupo

Desde uns 2 anos mantemos contato com uma família em San Sebastian. Um casal Daniela (brasileira) e seu esposo Jafet (Nicaragua) com nacionalidade espanhola e com 3 filhos. Estão bem estabelecidos em um povoado vizinho chamado Tolosa.

Nesta primeira fase desejamos estabelecer um grupo através do discipulado e atividades evangelísticas: com mulheres e famílias.

Seguiremos morando em Pamplona que está a 80 km de San Sebastián. Iremos 1 ou 2 vezes para visitas, discipulado e realizar cultos. Assim que o grupo estiver estabelecido, passaremos a uma segunda fase que exigirá uma mudança para morar na cidade.

Aprender a língua vasca (euskera)

Pelo fato de que quase 60% dos moradores falam a língua vasca, sabemos que será importante a aprendizagem desse idioma como necessário para a aproximação e contato com a população.

Segunda Fase do Projeto

A segunda fase do projeto consiste em mudarmos para morar na cidade definitivamente e ampliar a plantação da igreja a partir do grupo já formado.O Custo dessa segunda fase deverá ser estudado na ocasião visto que dependerá de alguns fatores como: custo de vida, aluguel (mais alto que em Pamplona entre 40 a 50% mais).

Marinaldo, Zenaide e Thiago Maciel

Email: marizena.maciel@gmail.com

PREPARANDO LÍDERES EM PORTUGAL E ESPANHA

Quando chegamos a Portugal em 1994 não sabíamos o que nos esperava. De um lado o sentimento de vazio que as mudanças costumam produzir quando pisamos uma nova terra. De outro lado, as expectativas, os sonhos, os planos. Depois de vinte anos em Portugal, podemos dizer que foi um tempo muito bom, de desafios e de aprendizagem. Conseguimos, pela graça de Deus, lançar as bases do Centro de Missões, como uma escola de treinamento de futuros líderes: pastores, evangelistas e missionários. Hoje, o CEM tem um nome reconhecido e é uma referência no Norte daquele país.

Em 2010 o CEM abriu uma extensão em Valencia, Espanha, onde a igreja liderada pelo pastor Alfonso (ex-aluno do CEM em Portugal) sentiu a necessidade de preparar líderes. Eram 15 alunos. Em 2013 o CENTRO DE MISIONES em Valencia ganhou a sua autonomia e inaugurou um espaço para o seu funcionamento. Em 2014 fixamos a nossa residência em Valencia. Hoje o CEM em Valencia é uma entidade registrada no Ministério da Justiça e mantém três núcleos de estudo: Madrid, Pamplona e Milão (Itália). São mais de 60 alunos estudando em Valencia e seus núcleos. “Soli Deo Gloria”.

Pr. Paulo Mendes

alexonv1

Culto inaugural do Centro de Misiones em Valencia

grupodealunoscem

Um grupo de alunos do CEM em Valencia

Saímos do Brasil no dia 20 de Maio de 2014, ficamos um período de 3 meses em Portugal para tentarmos nos escrever no sistema de saúde Português para consultas já que Guiné Bissau não possui um Sistema de Saúde que possa proporcionar um bom atendimento, como não foi possível, deixamos Portugal e chegamos em Guiné Bissau no dia 09 de Agosto 2014. Foi uma sensação maravilhosa poder observar que muitas coisas haviam mudado, novas construções, a cidade iluminada, esperança na vida do povo, afinal o governo ilegal agora estava sendo substituída por um novo governo que fora reconhecido e escolhido pelo povo.

Fomos bem acolhidos pela Missão Vida, organização que trabalhamos em parceria, fomos apresentados na igreja principal e depois de uma semana estávamos assistindo o culto na Igreja que estaríamos desenvolvendo o nosso ministério. Não havia luz no salão, os cultos eram feitos à noite com lanternas e ao som de tambor, a junção das vozes, do som de tambor e as batidas das palmas das mãos eram uníssono e as vezes em compassos diferentes trazia uma harmonia linda que tocava o nosso coração. Louvamos a Deus pelo privilégio de podermos servir este povo, anunciando a palavra de Deus. Nos sentimos amados e aceitos pela Igreja Evangélica Central em Madina. Após a chegada foi o tempo de pedir a Deus a graça para nos adaptarmos aos desafios. Descobrimos que o tempo não é igual ao nosso; as atividades começam com as pessoas não na hora que marcamos, que não temos luz todos os dias, que a língua oficial é o português mas a maioria não entende, que eu não conseguia dar uma saudação a igreja em Kriolo e que a língua não é tão fácil como parecia, que ainda existiam outros 27 dialetos e que tem pessoas que não entende o Kriolo.

Depois de começar ultrapassar os desafios pouco a pouco começamos a nos envolver nas atividades da Igreja, fiquei apoiando o pastor local e como aluno na classe de jovens para acelerar no aprendizado da língua. Tamilla assumiu a sala dos juniores pois podia se comunicar com eles, depois de um ano, já falando o Kriolo embora com dificuldades comecei a ensinar os jovens e a pregar nos cultos aos domingos, o pastor nacional conseguiu uma bolsa para ele e sua esposa estudarem no Brasil e eu e Tamilla assumimos o pastoreio da Igreja.

Louvamos a Deus pela igreja que temos, com a graça de Deus conseguimos colocar luz na igreja, temos uma EBD com uma frequência 80 % dos irmãos, batizamos 17 novos convertidos em 2015 e estamos preparando mais 10 candidatos para batismos para esse ano de 2016. Temos 3 jovens estudando o semanário e Tamilla conseguiu solidificar os trabalhos com as mulheres. Iniciamos com apoio de alguns irmãos e amigos implementar alguns projetos como API (Apadrinhamento Infantil Escolar) que possui 31 crianças carentes que podem agora podem ter uma educação de qualidade, o Projeto Toka ku Korson que atende aproximadamente 60 crianças e consiste em dar aulas de tambor e assim comunicar o evangelho através da música. Temos outros projetos para implementar e confiamos que o Senhor nos dará a graça e recursos para fazê-lo.

Agradecemos a Deus pela vida de cada mantenedor e Igrejas parceiras, tudo isto é possível por causa da visão missionária que Deus tem colocado na nossa convenção CIBI.

Continue conosco neste tão grande empreendimento que é alcançar os Guineenses para Jesus!

Alandelon e Tamilla de Melo

Guiné Bissau/Região Leste Gabu

Guiné-Bissau, oficialmente República da Guiné-Bissau, é um país da costa ocidental da África. Estar entre os 10 mais pobres países do mundo e é o único dessa região onde não se tem a maioria da população muçulmana. A população é constituída por uma variedade de etnias, com línguas, estruturas sociais e costumes distintos. A maioria vive da agricultura e professa muitas vezes religiões tradicionais locais. Cerca de 45% dos habitantes praticam o Islão e há uma minoria de cristãos. Na região de Gabu leste do Pais cerca de 90% da população é muçulmana é onde trabalhamos e temos maior foco nos nossos projetos nesse povo.

Nossos projetos…

  • Atualmente estamos trabalhando na direção administrativa da Clinica Betesda, atuando também em outras áreas onde há necessidade como Nutrição e Curativos.
  • Próximo mês Dassaellen estará se dedicando a um curso de microscopia em Malaria.
  • Continuamos com assistência e discipulado as Meninas que acompanhamos do projeto Tamar, aulas de culinária e oficinas.
  • Trabalhamos com discipulado com as Crianças que vão a igreja muitas filhos de mulçumanos da região.Além de trabalho de evangelismo com Meninos Talibés.(Os talibés se vestem com roupas velhas e rasgadas e a maioria anda descalça. Eles chegam a mendigar nas ruas até sete horas por dia. Pesquisas apontam que 50 mil crianças são exploradas por marabus na África Ocidental.
  • Inauguramos nossa Brinquedo teca onde queremos proporcionar as nossas Crianças a serem Crianças.
  • Trabalhamos com a parte administrativa,financeira ,comunicação e ministério da Hospitalidade da missão onde recebemos constantemente hospedes que vem somar com o trabalho na região.
  • No Fim das Chuvas retomaremos o Projeto de Futebol com discipulado para os meninos da região.

Seguimos firme nos projetos que Deus tem nos dado em meio as Lutas Deus nos faz mais que vencedores Louvado seja Deus, Louvado seja Seu nome Obrigado por estarem conosco nessa Missão.

Interceda Conosco:

  • Pela construção da nossa cozinha do projeto Tamar para melhor atendermos nossas alunas do curso de culinária.
  • Por Recursos para investimos nas vidas que tem sido alcançadas pelos projetos de discipulado.
  • Por novas obreiros para somarem nos projetos.
  • Pela aquisição de um automóvel .
  • Complemento do sustento e recursos para novos desafios.
  • Pela instabilidade política do pais.
  • Nosso Filho Leonardo, já finalizamos o processo de adoção mas ainda não conseguimos dar nossa nacionalidade a ele.
  • Orem pelas meninas vitimas de casamento forçado, e para que Deus nos der estratégias de como trabalhar com esse assunto na região.
  • Orem por nossa segurança deis de que retornamos em Janeiro tem acontecido muitos roubos na região , em nossa casa e na base missionária onde moramos.

 

 

POR QUESTÕES DE SEGURANÇA ENTRE EM CONTATO COM A SECRETARIA DE MISSÕES

“PLANTANDO UMA NOVA IGREJA” NA ITÁLIA

Olá! Somos Milton & Zoraide, brasileiros, temos 2 filhos, Rafael e Danilo. Fomos membros da Igreja Batista Filadélfia de Água Rasa, em São Paulo, e foi de lá que o Senhor nos levou ao caminho de missões em Portugal e depois na Espanha. E assim, durante os últimos 26 anos tivemos muitas experiências bonitas na obra missionária transcultural, especificamente com plantação de novas igrejas para a Península Ibérica. Igrejas Plantadas em PORTUGAL (1991-2001) – Durante este período estivemos trabalhando junto a outros missionários na plantação e consolidação de igrejas no norte de Portugal, especificamente nas cidades de Felgueiras, Lousada e Maia. Igrejas Plantadas na ESPANHA (2001-2016) – A partir de 2001 fomos adotados como missionários da CIBI (Convenção das Igrejas Batistas Independentes) Brasil. De 2001 a 2004 iniciamos uma nova igreja em La Corunha, no norte da Espanha. De 2004 a 2016, iniciamos e consolidamos uma nova igreja na cidade de Madri, capital da Espanha.

O CHAMADO

(Milton) – Em 1978 me converti ao Senhor. Em 1979 tive a experiencia de ser chamado ao ministério da palavra. Em 1981, já no seminário, o Senhor me chama para missões e especificamente para a Itália com várias confirmações em outros momentos. Em 1989 me caso. Em 1991 nos mudamos para Portugal com o objetivo de ajudar o inicio da primeira obra da CIBI na cidade de Maia. Em 1992 somos ordenados pastores por uma junta de pastores locais. Estivemos desde os inícios da obra missionária da CIBI em Portugal e fomos missionários pioneiros da CIBI na Espanha.

A ITÁLIA

Tem 61 milhões de habitantes, dos quais apenas 1% são de alguma denominação evangélica. Mais de 80% dos italianos são católicos, porém comunidades muçulmanas (3%) e testemunhas de Jeová têm crescido (+ de 1%). Entre a população, 1 em cada 3 italianos sofre de depressão. Na Itália, existe um pastor para cada 380 mil habitantes, as igrejas em média possuem 45 membros e são batizadas em média 2 pessoas por igreja ao ano. Um dos principais desafios missionários na Itália é a formação de líderes locais para a plantação de igreja a partir do trabalho deles. A capacitação dessa liderança também é um desafio, pois não há seminários para onde enviar vocacionados.
A crise dos refugiados que toca a Europa também é sentida na Itália. De janeiro a maio de 2016, cerca de 2.500 pessoas morreram no Mar Mediterrâneo, muitas delas tentando fazer a travessia a partir da costa da Líbia, no Norte da África, até a ilha de Lampedusa, ao sul da Sicília.

O NOVO PROJETO MISSIONÁRIO                                                                                                                                                                                                                              

Trata-se de plantar uma IGREJA EVANGÉLICA NA ITÁLIAA nossa mudança de Madri para a Itália está prevista para Maio/17. Logo depois da mudança nos matricularemos numa escola de Italiano. Estamos aproveitando este tempo para aprender italiano através de cursinhos grátis pela internet. A cidade escolhida é Bolonha, é uma comuna italiana, capital e a maior cidade da região da Emília-Romanha, província de Bolonha, mais especificamente, entre os rios Reno e o Savena. Bolonha é uma cidade universitária animada, tendo a universidade mais antiga do mundo (1088 AD) e cosmopolita italiana, com espetacular história, arte, culinária, música e cultura, com cerca de 390.000 habitantes, é a sétima maior cidade em termos de população na Itália e é o coração de uma área metropolitana (oficialmente reconhecida pelo governo
italiano como uma cidade metropolitana) de cerca de 1.000.000 habitantes. Localiza-se no centro norte do país. As razões da escolha por Bolonha:

  1. É uma grande cidade com o número de igrejas evangélicas mais baixo da Itália. Menos de 0,1%, segundo o livro Intercessão Mundial (WEC).
  2. Conhecemos uma família ali que estão sem igreja e um membro da família deseja cooperar para o inicio da igreja. Ela tem alguns conhecidos abertos para o evangelho e poderíamos começar por aí.
  3. É a cidade com excelente comunicação via aérea. Tem vôos charter para Porto (Portugal) e Madri (Espanha). Está bem no centro da Itália. Está a 200 Km de Milão e a 300 Km de Roma. É o maior ponto de intersecção estratégico de Itália tanto por estradas como por via ferroviária. Além disso é uma cidade de bom tamanho e muito bem distribuída. Muitos deslocamentos podem ser feitos a pé.
  4. É a capital de Emília-Romagna, cidade universitária e cosmopolita. Excelente para as estratégias paulinas para alcançar a região ao redor.

OBJETIVOS:

  1. Plantação de uma Nova Igreja com visão missionária.
  2. Conseguir um local de reuniões que seja central e estratégico.
  3. Crescer através de discipulado e evangelismo por amizade e por outras vias também.
  4. Realizar um trabalho direcionado para italianos e no idioma deles.
  5. Apresentar um modelo de igreja moderna afim de atrair os jovens universitários.
  6. Envolver a igreja com o trabalho social
  7. Plantar, consolidar e estabelecer esta nova igreja num prazo mínimo de 5 anos.

ETAPAS

2º Semestre do Ano 2017: 

  1. Ano do aprendizado do idioma e cultura, iniciar um grupo familiar.
  2. Discipulado: Discipular e capacitar pessoas para discipular a outros.
  3. Levar o grupo familiar ao maior crescimento possível. Estamos confiando que dentro de um ano teremos 15 a 20 pessoas
    envolvidas no grupo.

Anos 2018 e 2019:

  1. Discipulado: Se trabalharmos bem poderíamos imaginar que pelo menos 10 pessoas seriam discipuladas no primeiro ano e que no segundo e terceiro ano que este número possa se multiplicar.
  2. Seminário: o curso teológico seria a próxima ferramenta para os que já estejam maduros na fé e que sintam vocação ministerial. Depois de 2 anos de conversão, os vocacionados já poderão iniciar o seminário.
  3. Batismo: Esperamos trabalhar para batizar mais do que 2 pessoas por ano.
  4. Buscar um novo local que proporcione o continuar do crescimento e abrir o salão de cultos que tenha boa capacidade, que esteja num ponto estratégico de fácil acesso para as pessoas.

Anos 2020 e 2021

  1. Consolidar a igreja.
  2. Trabalhar para a multiplicação da igreja. Através de células, abrir novas missões em outros municípios.

OBRA SOCIAL

Paralelamente se desenvolverá um projeto social. Atualmente estamos envolvidos com um projeto social que se chama Projeto Resgate, que visa ajudar as mulheres vitimas de tráfico humano com fim de exploração sexual. Entretanto não podemos envolver toda a igreja neste tipo de trabalho social. Desejamos desenvolver algum outro projeto social que possibilite um maior envolvimento da igreja.
IMPACTOS
Na Itália como em praticamente toda a Europa, uma igreja que não exerça ajuda social realiza um trabalho desacreditado pela sociedade em geral. O que compromete o êxito da obra espiritual. Deste modo:

  • Desejamos impactar a sociedade com a presença de uma igreja saudável, cristocêntrica, comprometida com Deus e com o Seu Reino. Desta maneira estaremos mais habilitados para realizar uma boa obra de assistência social aos que necessitam com um bom nível altruístico.
  • Desejamos atender as necessidades das pessoas ao nosso redor, fazendo algo que seja realmente necessário e que outras organizações não estão fazendo.
    Sensibilizando a sociedade ao nosso redor estaremos muito mais perto de atender também as necessidades espirituais dos mesmos.

RECURSOS PARA A NOVA IGREJA – Que temos e que necessitamos:

  • Humanos – De momento só somos minha esposa e eu. Sem dúvida Deus
    levantará mais obreiros para a Sua seara.
  • De Infraestrutura – De momento temos a sala de nossa casa, mas
    futuramente teremos que contar com um espaço mais apropriado.
  • De Colaboradoras e parceiras – As atuais parceiras do projeto Espanha
    são: CIBI (Brasil) e DFEF (Noruega).
  • Econômicos – A principio não dispomos de meios próprios para o início da
    nova igreja. Não temos nenhum trabalho secular para poder contar e
    combinar com o ministério.

RESPONSÁVEL DO PROJETO
O projeto terá a Milton e Zoraide como responsáveis, entretanto quando nova igreja for estabelecida e consolidada, terá o seu destino com o novo pastor e com
a sua respectiva administração com autonomia. Desde o principio a igreja saberá que pertence a denominação da CIBI.
CONSIDERAÇÕES FINAIS
O compromisso da família missionária é de dedicação exclusiva para este Projeto. O impacto do nosso trabalho na Espanha, graças a Deus tem sido positivo. Desejamos seguir assim por mais uma temporada através deste projeto e poder alcançar os italianos para o Reino de Deus. Aqui também quero firmar o nosso compromisso de fidelidade a este projeto e de comunicar as notícias relevantes e importantes aos nossos colaboradores. Assim como temos persistido durante os últimos 26 anos de ministério, desejamos continuar assim e cada vez mais fiéis a Deus, ao chamado, ao ministério, à família batista independente.

MOTIVOS DE ORAÇÃO

I. COBERTURA ESPIRITUAL
Oração – Necessitamos encarecidamente das orações da igreja. É muito difícil realizar a obra missionária sem a intercessão dos fiéis.
Informação – Estaremos dando notícias a todos quantos nos solicitem, sejam boletins, audiovisuais ou até mesmo entrevistas via Skype para que tanto nos grupos de oração
como nos cultos de missões possam proceder esta cobertura espiritual que necessitamos.
II.  APOIO ECONÔMICO
Adoção do Missionário – Pode ser realizada, a partir de qualquer quantia, tanto por igrejas como particulares. Por
favor entre em contato com atráves do e-email secretaria@smcibi.org.
Parceria – Tendo em conta a necessidade para completar o sustento missionário, a igreja ou a organização que deseja participar, poderá fazê-lo
entrando em contato com o nosso secretário de missões nacionais o Pr. Paulo Felipe Penha – smissoes@cibi.org.br.
Colaboração Esporádica – Poderá realizar uma colaboração especial para ajudar tanto no sustento como também para algumas campanhas que realizaremos na medida em que vamos necessitando.
III. OUTROS
Receber Nossa Visita na Sua Igreja – Por favor entre em contato com Pr.Paulo Felipe Penha – smissoes@cibi.org.br.
Visitar-nos no Campo Missionário – Entrar em contato conosco
Enviar uma Equipe de Evangelismo – Entrar em contato conosco
Enviar Instrumentos Musicais – Instrumentos em bom estado de utilização, microfones ou outros equipamentos de som poderão ser muito úteis na obra missionária. Falem
conosco.

Pr. Milton Campos & Zoraide Cardoso Campos
E-mail: miltonyfamilia@gmail.com
Skype: mil960
Celular: +39 3348658417 (Whatsapp)

Informe projecto Milão

Este projecto nasceu numa viagem de aniversario de boda,no coraçao de nossos pastores e depois também foi nossa viagem de lua de mel,que realizamos a Italia que ajudou-nos a tomar a decisão de vir e aceitar este desafío com o grupo de Milão.

Asim iniciou nossa historia

Aquí contámos um pouco de nossa história, somos Gérson e Ingrid(Gering), nos conhecemos em Portugal, minha esposa foi trabalhar como professora de música em Instituto canzion. Foi também quando recebeu a proposta de ir Milão(Itália), para começar com um grupo,um discipulado.Ela esteve quatro anos realizando este trabalho, depois desse tempo regressou a casa(Valência), para ter um tempo de refrigerio, foi uma decisão tomada com seus pastores e dirigida pelo Senhor.

Em esse transcurso desse ano de descanso foi aonde voltámos a retomar nossa amizade, falámos com sinceridade de nossos sentimentos e decidimos casar.

Gering

www.gering.jimdo.com

foto1Nossa viagem de lua de mel foi a Italia, depois percebemos que estava na agenda de Deus( porque na realidade era eu que necesitava de entrar em contacto com a Igreja). Quando regressamos a casa começamos a orar, porque sabíamos dentro de nosso coração que o Senhor tinha um lugar para servir-lo, assim que oramos porque queríamos ser dirigidos por Deus. Em resposta a esta oração, se abriram duas portas, uma era Inglaterra com um trabalho secular e com a posibilidade de comecar algo ministerialmente e a outra foi em Milão. Depois de haver orado e falado com os pastores nos dispusémos a renunciar tudo para embarcar-nos em esta aventura de Fé juntos.

As coisas não são faceis aqui em Milão,embora o campo espiritual é muito pesado, também está o nivel económico que é muito alto, estamos buscando meios de sustento aqui, e como sabem chegar a um país sem falar o idioma é mais difícil.

Por isso estamos inscritos em um curso italiano que o governo dá como ajuda para a integração ( estamos em lista de espera), confiamos em Deus,que essa porta se abrirá e será uma porta de ajuda para nós.

Talvez não somos os mais capacitados, nem preparados, mas damos muitas gracas a Deus por pensar em nós, e também agradecidos com os pastores Alfonso e Cármen Tomateo,por demonstrar em nós confiança para realizar a obra maravilhosa de servir a amada do Senhor.

O trabalho aqui vai passo a passo, chegámos e vimos muitas necessidades, famílias feridas por sentir-se abandonadas e com muito conflito entre eles,desunião, mas ao mesmo tempo,algo muito lindo que brilhava com grande intensidade em eles e a decisão de permanecer na casa do Senhor.

Nos enfocamos no que vimos mas evidente dentro do trabalho, estar com as pessoas, visitar-los,compartilhar,dar direcção e planificar.

foto2

 

Organização de Ministérios

foto3

Jovens

foto4

Adolescentes

Grupo de louvor

foto5

Contamos com a música como uma ferramenta para nosso ministério, assim que nos enfocamos com o grupo que ja estava no louvor, para ajudar-los a crescer,pois também motivando a outros a entrar no grupo.

Começamos a impartir classes de guitarra, bateria, baixo e canto. Agora de tres passamos a seis integrantes do grupo, todos sao jovens que estão comprometidos com o Senhor e a igreja.

Tempo de comunhão

Também estamos motivando ao grupo a unidade e para isso estamos reunindo as damas,os homens, cada um tendo uma reunião mensual. E também tendo um tempo como igreja para estar juntos desfrutando de um bom tempo.

foto7

Compartindo a boa semente

foto8Sabemos que o Senhor ira acrescentando cada dia as pessoas, que serão parte desta grande família, pois nos estamos preparando também para fazer nossa parte , assim que estamos saindo pelas ruas a realizar evangelismo, Comunidade da Paz em Milao,uma igreja para

compartilhar a salvação, restauração, discipulado e cumprir com a grande comissão de Jesus Cristo.

foto9

O grupo completo!

foto10

Estamos agradecidos com o Senhor por tudo o que ele esta fazendo aqui, estamos completamente seguros que sem sua ajuda, graça e amor nada seria possível, pois também estamos agradecidos a cada um de vocês que nos apoiam com suas orações e ofertas. Muitas graças de coração por fazer parte deste projecto, graças por ser obedientes ao chamado.

EM CONSTRUÇÃO……

jansen-4Projeto Asahi Japão

Sou o Pr. Jansen Costa e junto com a minha esposa, Jessica, e o nosso filhinho, Enzo, somos missionários da CIBI no Japão. No ano de 2009, minha esposa e eu deixamos tudo no Peru, país onde morávamos até então, e aceitamos o convite de passar um ano no Japão ajudando os meus pais, pastores Clerisnan e Neide Costa, missionários nesse país. Passamos um ano lá sem sustento, trabalhando com crianças, jovens, louvor, dando aulas de idiomas e pregando a palavra, mas o que mais nos marcou naquele ano foi o profundo agir de Deus em nossas vidas, que abriu os nossos olhos e os nossos corações para a necessidade de missionários no Japão, e dentro de nós as palavras do nosso Senhor Jesus em Lucas 10:2-3 ganharam um novo sentido: “A seara é grande, mas os trabalhadores são poucos. Rogai, pois, ao Senhor da plantação que mande obreiros para fazerem a colheita. Portanto, ide!”… mas você percebeu o que Jesus disse? Ele primeiro disse que deveriam rogar por trabalhadores, mas termina dizendo “Por tanto… IDE!”. Sabíamos que o Senhor estava nos chamando para o Japão, mas antes nos levou para o Brasil, onde passamos os próximos sete anos, estabelecendo laços de amizade e amor muito fortes com a igreja local em Sorocaba – SP, e com as igrejas de nossa convenção espalhadas pelo Brasil. Estudamos, nos preparamos, servimos ao Senhor ativamente, o Enzo chegou às nossas vidas, nos unimos à MOBI, fui ordenado ao ministério e finalmente, após visitar muitas igrejas pelo Brasil apresentando o nosso projeto missionário e ver de perto o maravilhoso mover de Deus e o despertar para as missões, deixamos tudo novamente e viemos para o Japão no dia 10 de Maio deste ano com o propósito de substituir os missionários Clerisnan e Neide após terem servido fielmente ao Senhor no campo por mais de 35 anos, afim de assumir a obra aqui. No dia 29 de Maio, aconteceu o culto de posse, no qual assumimos oficialmente a liderança da igreja aqui na cidade de Oyama, na prefeitura de Tochigi, no Japão, em presença de muitos convidados, amigos pastores e líderes da convenção japonesa que nos acolheu com tanto amor e cuidado aqui no Japão, a Japan Evangelical Church of Christ (JECC). O nosso primeiro mês no japão tem se resumido basicamente a correr atrás de muitos documentos obrigatórios e necessários para poder morar aqui no Japão, dirigir os cultos nos finais de semana e pregar a palavra, ajudar no ministério de louvor e, especialmente, a visitar, discipular e cuidar das nossas novas ovelhinhas. A pequena congregação aqui no Japão é composta de brasileiros e peruanos descendentes de japoneses e de japoneses. A nossa missão é levar o Evangelho de Salvação aos japoneses, cooperar com as igrejas irmãs e trabalhar em conjunto com elas em prol do Reino, discipular e preparar os descendentes que se congregam conosco para alcançar japoneses (pois eles conhecem bem a cultura e o idioma) e levantar uma igreja forte aqui no Japão, alcançando e discipulando japoneses para que alcancem e discipulem outros japoneses. Também sonhamos com o estabelecimento de uma futura base missionária aqui no Japão visando o preparo e envio de missionários à Asia.

Agradecemos de coração a todos que tem orado por nós e contrubido fielmente com o nosso sustento, e lhes rogamos que continuem orando para que o Senhor nos dê graça para com o povo japonês e para que Ele vá à frente de nós em todo momento, pois o trabalho aqui está longe de ser fácil. Em apenas um mês não tem faltado ataques constantes do inimigo e muitas lutas, visando sempre desanimar a igreja e impedi-la de continuar. Aqui no Japão paira um espírito de desânimo e opressão muito forte, e por isso precisamos manter os nossos olhos bem abertos, fitos no nossos Senhor Jesus Cristo, autor e consumador da nossa fé. Aos que desejam seguir as nossas atualizações, podem fazê-lo por meio da nossa fan-page do Projeto Asahi no Facebook (www.facebook.com/projetoasahi).

A missão é do Senhor. A obra, a batalha, a vitória, a salvação, a glória… tudo é dele! Mas a nós é concedido o precioso privilégio de juntar-nos a Ele em obediência e fazer parte de tudo isso, aleluia!

Afinal de contas, “se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que edificam” (Salmos 127:1a).

Paz a todos vocês!

Jansen, Jessica e Enzo

POR QUESTÕES DE SEGURANÇA ENTRE EM CONTATO COM A SECRETARIA DE MISSÕES

1

 

O objetivo do nosso projeto é ajudar na redução do número de línguas sem a Bíblia na Papua Nova Guiné:

  • Apoiando na alfabetização em línguas maternas;
  • Apoiando na Tradução da Escrituras;
  • Apoiando na preparação de liderança, tradutores e educadores nacionais;

Estratégias de atuação:

  • No treinamento de nacionais para Alfabetização Bilíngue e Tradução da Bíblia;
  • Na preparação de materiais de discipulado e Alfabetização nas línguas locais;
  • No gerenciamento de Projetos de Tradução

Onde:

Estaremos trabalhando na província de Milne Bay, na cidade de Alotau. O grupo  a ser alcançado é o Taupotan. Este grupo é formado por cinco etnias: Wagawaga, Oya’oya, Haigwai, Maiwala e Wa’ema. A Raquel estará envolvida com Alfabetização e Uso das Escrituras e o Alessandro estará envolvido com a Tradução da Bíblia.

Atualmente estamos no Brasil focados em visitar igrejas divulgando nosso projeto e procurando levantar parceiros em oração e financeiros. Fomos a várias igrejas no Sudeste e agora estamos em Altamira no Pará. Como o desejo nosso é de sermos uma família missionária, tentamos termos filhos naturais, mas depois de quatro tentativas sentimos que o melhor seria a adoção. Em Altamira iniciamos um processo de adoção de uma criança nesta cidade. Após o final deste processo retornaremos à Papua.

Rodney e Eulalia

No ano de 2007 a Convenção das Igrejas Batistas Betel (CIBB) do Paraguai realizou uma avaliação de crescimento desde sua fundação em 1973 chegando à conclusão que haviam estabelecido uma rota de crescimento através da plantação de igrejas nas principais cidades. Diante disso foi decidido começar um novo trabalho de plantação de igreja na capital do pais, Assunção. O projeto teve seu início em janeiro de 2008 quando foram enviados os missionários Rodney e Eulalia Leguizamón, ele até então era diretor do Seminário Batista Betel e ela coordenadora do Centro Cristão Assistencial Betel (CCAB).  Foi firmada uma parceria da CIBB com a Interact da Suécia e com a CIBI Brasil para o sustento do novo projeto.  A visão de plantação da igreja em Assunção é que ela seja um celeiro de pastores, lideres, missionários e que a partir dela nasçam outras igrejas.

Atualmente o trabalho mais forte que temos desenvolvido é com casais. Formamos um ministério chamado “Grupo de Apoio a Casais” que em espanhol tem a sigla “G.A.P” (Grupo de Apoyo a Parejas). Temos ocupado grande parte de nosso tempo no aconselhamento de casais, cursos e retiros.

No ano de 2013 a CIBB comprou um local onde funciona a igreja e junto está a casa pastoral. Contamos com a oração de cada um de vocês para que essa igreja se torne uma referência na capital do Paraguai.

Fernando__Eloisa_missionários

A Europa precisa de Jesus

Nos últimos anos toda a Europa vem sofrendo com o esfriamento da fé. Templos estão fechando as portas e cedendo lugar para lojas, mercados, academias e até bares. 

Na Península Ibérica não é diferente, dados do Centro de Estudos e Religião e Culturas da cidade do Porto, Portugal afirma que  apesar do crescimento do número de evangélicos em Portugal, houve grande aumento de pessoas que se dizem sem religião. Quase 50% dos entrevistados deixaram de ser praticantes de qualquer religião. 


Entre os jovens a situação é ainda mais alarmante, a faixa etária de 15 a 24 anos é onde se encontra o maior número de pessoas que se declaram não crentes. 


Além do abandono da fé, a Península Ibérica sofre com as questões sociais. Em 2012 a taxa da população em risco, pobreza ou exclusão social de Portugal (27,4%) chegou a ser mais alta do que a média em toda a União Europeia (24,5%). Os dados apontam que diante dessa situação os mais vulneráveis são crianças e adolescentes, especialmente na Espanha. 


O casal Fernando Heise e Eloisa Lazzarotto clamam pela Europa. Ao ouvirem sobre as reais necessidades da Alianza Fraternal (aliança que reúne igrejas, organizações e líderes que vivem e trabalham no contexto europeu) levantadas no último CAF’16 (Conferencia de la Alianza Fraternal), Deus direcionou para este desafio. Foram tomados pela vontade de trabalhar com a juventude, cuidar, mentorear, mobilizar igrejas para a ação social, capacitar e formar líderes, trabalhar com o que aprenderam servindo a CIBI Brasil. 


“Muitos sabem que temos um chamado missionário para a Europa. Nos últimos 4 anos temos buscado a orientação de Deus enquanto nos preparamos. Neste período temos aprendido muito e servido com alegria ao nosso Deus em nossa convenção”, comentaram. 


Pastor Fernando Heise, tem 34 anos, bacharel em Teologia, com especialização em Liderança e Pastoreio. É formado também em Marketing e atua na MOBI – Mocidade Batista Independente, STBI – Seminário Batista Independente e na Secretaria de Missões. Eloisa tem 30 anos, é psicóloga, formada em Teologia pelo STBI Campinas. Além da experiência na atuação da FEPAS, Eloisa também é formada em Música, pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná. O casal tem adquirido experiência ministerial no trabalho de igreja local e denominacional. 

Experiências que agregam para atuar junto à CIBI Portugal, com o objetivo de somar para a consolidação da rede de jovens, apoiar o desenvolvimento de ação social das igrejas da convenção, além de  servir ao CEM – Centro de Missões de Portugal, Espanha e extensões e colaborar junto à Alianza Fraternal. 

PROJETO: CRISTO VIVE – UNOCOLLA-JULIACA-PERU

MEMBRO DA IGREJA: Comunidad Cristiana Cristo Vive – Arequipa-Peru

MEMBRO DA IGREJA NO CAMPO: Comunidad Cristiana CRISTO VIVE-Unocolla- Juliaca-Peru

CHEGADA NO CAMPO: Novembro de 2007

ONDE ATUEI:  Apoiando a Igreja como co-pastor e líder de Jovens, atuei na área de pregações, discipulado, preparando novos líderes em área de trabalho com jovens e organização de acampamentos. Também trabalhei como cooperador da congregação da Igreja em Miguel Grau – Arequipa

ONDE ATUO: Em parceria com Masur (Missão desde América do Sul), através da adoção de 2 Igrejas: Comunidad Cristiana Cristo vive de Arequipa e Cristo Vive Bella vista Callao.

Juntamente com a minha família, fui enviado como missionário para plantar uma Igreja em unocolla-Juliaca.  Sou pastor da igreja local. Trabalho com adultos, jovens e crianças:  pregando as boas novas de salvação, através do discipulado aos novos convertidos, visitas nos lares e cursos para os líderes.

OBRA SOCIAL DA IGREJA: Atendemos as crianças e adultos, na área de nutrição, fazendo um almoço nos dias sábados para 25 famílias da Igreja. Também levamos roupas, calçados, cobertores e remédios, vitaminas, para nossa Comunidade, a qual está composta de pessoas vulnerais e de extrema pobreza. Através de doações de outras organizações e das nossas Igrejas Cristo vive no Peru, conseguimos suprir um pouco das necessidades.

Também em parceria com MASUR, INTERACT (missão Sueca) e UGEL (ministério de educação regional) Trabalho como diretor e represente de obras sociais na região de Juliaca, organizamos 4 acampamentos por ano com crianças das escolas rurais. Fazemos seminários sobre o plano de salvação, autoestima, meio ambiente, valores, terapia psicológica, nutrição, higiene pessoal e o direito das crianças. Também faço parte da diretoria da Masur como tesoureiro. Tenho percorrido diferentes comunidades camponesas, pregando o evangelho, dirigindo seminários para lideres, jovens e crianças e orando por pessoas doentes.  

  OBJETIVOS E METAS: 

  1. Fundamentar a Igreja em unocolla, formar líderes locais, plantar uma congregação na cidade de Juliaca.
  2. 2. Procurar ajuda financeira, para construir o templo da Igreja (temos um terreno de 1.500, metros quadrados) e adaptar oficinas para dar cursos de carpintaria, artesanatos, costuras e etc. Para um melhor desenvolvimento profissional dos jovens em nossa comunidade.
  3. Unir nossas forças, através de parceria com Massur, Interact e CIBI, fazendo um trabalho em equipe. E assim conseguir a realização dos meus sonhos, para esta região de Juliaca e Puno. Para que o nome do Senhor seja glorificado através do nosso trabalho.

nilzete-flores

PROJETO: PLANTANDO IGREJAS  EM TERRAS  ANDINAS-PERU

Porque de Deus amou ao mundo de tal maneira, que deu seu filho unigênito, para que todo aquele nele crê não pereça mais tem a vida eterna. João 3:16

1  NOME DA MISSIONARIA: Nilzete Flores

NASCIDA: DIA 09 DE SETEMBRO DE 1963

MEMBRO DA IGREJA: Igreja Batista Filadelfia de Cândido Sales – Bahia

MEMBRO DA IGREJA NO CAMPO: Comunidad Cristiana CRISTO VIVE

CHEGADA NO CAMPO:  08 de abril de 1996

LUGAR DE ATUAÇAO: Na igreja Filadélfia em prolima, Los Olivos –Lima.

ONDE ATUEI: Apoiando a um trabalho missionário da igreja local, pregando, ministrando estudos bíblicos, aos jovens e adultos na escola bíblica dominical, discipulado aos novos convertidos, trabalhei capacitando líderes, evangelismo de

crianças e adultos, plantei uma Igreja em Zapallal -Lima. Trabalhei na área de evangelismo em hospital em Santa Mônica-Lima.

 

ONDE ATUO: Em parceria com a CIBI e MASUR (missão desde américa do Sul) fui enviada para Arequipa dia 08 de março do ano 2000.  Sou pastora e presidente da igreja Cristo Vive Em Arequipa e vice-presidente da nossa agência missionária MASUR. Trabalho na área de administração pastoral na igreja local. Atuo com pregações, Capacitações de líderes, através de palestras e seminários. Faço visitas semanais aos membros da igreja. Realizamos um batismo e um acampamento familiar por ano. Dou atendimento psicológico as crianças da obra social (Cre) e membros da Igreja, através de terapias e aconselhamento pastoral, 2 dias por semana, mínimo 8 horas por dia. Etc.

Faço viagens missionárias, em Lima, Juliaca, Chincha, Machaguay, visitando os pastores e missionários. Fortalecendo as congregações de Cristo Vive de Arequipa e as Igrejas da nossa organização MASUR.  Trabalho na área de pregações, palestras em congressos, aniversários das Igrejas, conferências missionárias e capacitações de líderes. Etc.

Tenho percorrido diferentes comunidades camponesas, hospitais, favelas, praças, acompanhada por a equipe de evangelismo da Igreja “SEMILLAS DE MOSTAZA” Evangelizando crianças, jovens e adultos, através de teatros, coreografias.  Etc.

OBJETIVOS E METAS: 

21.Formar líderes nacionais:

Consagrar pastores e enviar para o campo missionário. Para plantar novas Igrejas, em outros estados do Peru e em Arequipa.

  1. Acompanhar as necessidades: espirituais, emocionais, psicológica e sustento financeiro para os missionários nacionais no campo.
  2. Através de parceria com MANSUR, CIBI e mantenedores voluntários, unir nossas forças e fazer um trabalho em equipe, para que o nome de Jesus seja glorificado, através de vidas que serão alcançadas, para o reino de Deus no peru.

3

Campo Misionario onde atuo – Arequipa-PERU

familia-lima

Em obediência ao “Ide de Jesus”,  aceitamos o apelo missionário realizado pelo Pr. Paulo Mendes, então director do CEM-Centro de Missões de Portugal em 2008 e, mais precisamente, no dia 02 de dezembro do ano referido chegamos em Portugal. Começou uma nova etapa de nossas vidas!  Já são sete anos que estamos a cooperar com o Seminário Teológico da Convenção das Igrejas Batistas Independentes de Portugal – Cem Centro de Missões. Eu e a Gláucia somos os diretores do CEM e também professores.

 CEM

  Formaturas:

Nestes  sete anos de trabalho foram realizadas cinco formaturas, sendo que a maioria dos formandos estão atuando em suas igrejas. Mas também trabalhamos em outras áreas:  Aconselhamento: especialmente a miss. Gláucia tem atuado na área do aconselhamento no CEM.  Temos visto a importância deste ministério na vida de muitos irmãos aqui em Portugal.   Apoio às igrejas: nesse período estamos a cooperar com várias igrejas, especialmente na igreja que congregamos, Comunidade da Paz. Nesta igreja estamos auxiliando no colegiado de pastores e na direção da igreja. A Gláucia e nossos filhos tem cooperado com alguns ministérios dentro da igreja, especialmente no ministério infantil.  Temos cooperado com outras igrejas na ministração da Palavra.  Cibi Portugal: um dos grandes desafios como denominação em Portugal é o crescimento da CIBI.  Como denominação temos muitos desafios; dentre eles quero destacar o desenvolvimento da unidade entre as igrejas, a cooperação missionária e a plantação de novas igrejas.

  CAF: nestes sete anos estamos envolvidos com a CAF – Conferencia da Aliança Fraternal, que todos os anos tem buscado a unidade com irmãos de nossas igrejas na Espanha, Itália, França, Suécia, Brasil, entre outros.  Estamos realizando uma conferência anual que serve de estímulo missionário e de comunhão para a igreja avançar especialmente aqui na Europa. Ministério com as Mulheres: a miss. Gláucia, juntamente com outras irmãs líderes, tem desenvolvido este ministério que promove um evento anual (um retiro) com o objetivo de unidade e crescimento das mulheres da CIBI e de outras igrejas.   Desafios:   Conforme uma pesquisa de Abril de 2016, da Aliança Evangélica Portuguesa, de 2000 até 2016 foram fechadas quase 1.000 igrejas evangélicas.   A mesma pesquisa aponta que os evangélicos em Portugal representam somente 0,43% da população.  Existe uma igreja evangélica para onze mil pessoas em Portugal.  Os desafios são: a formação de liderança e implantação de novas igrejas, novos obreiros dispostos a sair assim como o sustento para os mesmos.  Cremos que o CEM, a CIBI e suas igrejas podem ser parte importante para que Portugal seja alcançado pelo evangelho.

POR QUESTÕES DE SEGURANÇA ENTRE EM CONTATO COM A SECRETARIA DE MISSÕES

EM CONSTRUÇÃO….

POR QUESTÕES DE SEGURANÇA ENTRE EM CONTATO COM A SECRETARIA DE MISSÕES

POR QUESTÕES DE SEGURANÇA ENTRE EM CONTATO COM A SECRETARIA DE MISSÕES

foto-24-06-16-16-33-55

A intercessão que cada um dos irmãos e igrejas fizeram por nós nestes últimos anos foi crucial para o nosso trabalho e cada encontro, cada oportunidade de proclamarmos Jesus é resultado direto da resposta de oração.

A igreja que nos recebeu é uma igreja que cresce, o que não é comum na realidade da Suécia. A igreja tinha em 2013 por volta de 370 membros e ao final do ano de 2015 tinha por volta de 500 membros. Uma igreja ativa em Falun e conhecida por várias razões, entre elas seu engajamento no trabalho de integração de refugiados.

Quando chegamos na Suécia em setembro de 2013 tínhamos um planejamento de 3 anos que se dividia da seguinte forma:

No primeiro ano foi importante para nós focarmos no aprendizado da língua sueca e na adaptação da nossa família na cidade de Falun. De pronto começamos a participar das atividades da igreja e conhecer pessoas.

Fomos recebidos em alguns pequenos grupos que se reúnem durante a semana o objetivo era que escolhêssemos um deles para participar. O grupo que escolhemos cresceu e logo dividiu-se em dois novos grupos. Fazer parte de um pequeno grupo era importante para que conhecêssemos pessoas mais profundamente através de estarmos juntos semanalmente. Isto seria a semente para o trabalho pioneiro que iniciamos neste ano.

Em novembro de 2013 também fui incumbido da função de organizador de um projeto focado na integração social de refugiados na nossa cidade. Este é um trabalho conjunto entre a nossa igreja em Falun e prefeitura da nossa sociedade, que é muito grata por esta parceria.

O segundo ano focamos em desenvolver nossos relacionamentos e continuamos a nos envolver nos trabalhos semanais da igreja entre eles o curso Alpha, que é uma introdução sobre a fé Cristã para pessoas que não têm nenhum conhecimento do Evangelho. Através deste curso vimos um bom número de pessoas conhecerem a esperança e a vida em Cristo. Entre elas podemos mencionar a Christina, que é uma mulher de mais de 60 anos que não conhecia nada do Evangelho e que entregou sua vida ao Senhor e está ativa em nossa igreja na fé.

O terceiro ano foi focado no processo de formar o grupo que começou a trabalhar conosco no plantio de uma nova igreja na nossa cidade. Este plantio de igreja é uma congregação pois é ligado a nossa igreja mãe em Falun. Somos enviados pela igreja mãe e nosso objetivo é que novas pessoas conheçam o Evangelho e uma nova igreja nasça no bairro onde moramos. Além de nós, o grupo de liderança é formado por dois outros casais. Os nomes deles são Bem, Debby, Ingvar e Gudrun.

Nos reunimos em alguns apartamentos e também em uma casa no nosso bairro e em um bairro vizinho. Nosso objetivo é termos vários pequenos grupos em diferentes lares. Há muitas oportunidades e pedimos que os irmãos continuem intercedendo por nós para que o Senhor nos guie.

Conjuntamente com nossa igreja, nosso papel como missionários tem sido o de nos achegarmos a diferente pessoas e ajudá-las a chegarem mais perto de Jesus. Entre elas podemos mencionar nossos vizinhos Per, Signe, Maar e Razalin, Johan, Milad, Ramin, Yasin e Benjamin. Eles se converteram recentemente e fazem parte do nosso pequeno grupo. Outros ainda não se converteram, mas cremos que o Senhor tem trabalhado no coração deles e continuamos a investir tempo neles.

Silas, Camila, Anna e Markus Valério